quinta-feira, 1 de junho de 2017

Cemitérios históricos do Porto - museus da cidade que cada vez menos estranham



Foi em 1999 que começaram a ser feitas, no Porto, as primeiras visitas guiadas aos seus principais cemitérios históricos. Primeiramente confinadas ao Cemitério da Lapa, quatro anos depois já se realizavam nos dois cemitérios municipais de Agramonte e Prado do Repouso. Ao início, eram visitas esporádicas. Porém, a Câmara do Porto, através do seu pelouro do Ambiente, há muito que decidiu transformar as visitas em verdadeiros ciclos culturais, com cadência anual, neles incluindo cemitérios que não são municipais, como o da Lapa ou o Britânico. O ciclo cultural deste ano é já o 12º e apresenta um programa diversificado, que inclui iniciativas inéditas no país. A própria Irmandade da Lapa iniciou o ano passado o seu próprio ciclo de visitas ao cemitério privativo. Dir-se-ia que a cidade está no bom caminho, ao nível do seu património cemiterial: os cemitérios são museus da cidade que cada vez menos estranham; os cemitérios municipais, em concreto, há anos que estão listados como membros da Rota Europeia de Cemitérios da ASCE - Association of Significant Cemeteries in Europe; o Cemitério da Lapa também já se encontra classificado, desde 2013, como Monumento de Interesse Público.
Porém, ainda há muito por fazer. Em alguns destes cemitérios, as perdas patrimoniais foram severas nas últimas décadas. Faltam até coisas aparentemente tão simples, como assinalar o Cemitério da Lapa do mesmo modo que os cemitérios municipais estão assinalados: com o mesmo tipo de placa que se vê à entrada de outros monumentos da cidade.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obras a decorrer na Casa Maria Borges - Pedido de esclarecimento à CMP

Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal do Porto Dr. Rui Moreira CC. AMP e media Tomámos conhecimento no local que decorrem obras na...